O tempo passa
By Cláudio

O tempo passa

Compartilhe

O tempo passa

O Tempo passa.

A vida acontece.

A distância separa.

As crianças crescem.

Os empregos vão e vêm.

O amor fica mais frouxo.

As pessoas não fazem o que deveriam fazer.

O coração se rompe.

Os pais morrem.

Os colegas esquecem os favores.

As carreiras terminam.

Os filhos seguem a sua vida como você tão bem ensinou.

MAS… os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo e quantos quilômetros estão entre vocês.

Um amigo nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo em seu favor e esperando você de braços abertos, e abençoando sua vida!

E quando a velhice chega, não existe papo mais gostoso do que o dos velhos amigos… As histórias e recordações dos tempos vividos juntos, das viagens, das férias, das noitadas, das paqueras… Ah!!! tempo bom que não volta mais… Não volta, mas pode ser lembrado numa boa conversa debaixo da sombra de uma árvore, deitado na rede de uma varanda confortável ou à mesa de um restaurante, regada a  bom vinho, não com um desconhecido, mas com os velhos amigos.

Quando iniciamos esta aventura chamada VIDA, não sabíamos das incríveis alegrias ou tristezas que estavam adiante, nem sabíamos o quanto precisaríamos uns dos outros.

Autor: Rolando Boldrin

Meu comentário:

Vivi a experiência recentemente de encontrar com meus amigos da adolescência. Após 40 anos sem se ver, parecia que tínhamos nos encontrado ontem. Rimos das nossas experiências, nos abraçamos e conversamos muito. Foi um momento mágico e a certeza de que o tempo, há esse tempo… não é capaz de destruir verdadeiras amizades.

Como diz o Miltom Nascimento na célebre música Canção da América:

Amigo é coisa pra se guardar
Debaixo de sete chaves
Dentro do coração
Assim falava a canção que na América ouvi

Mas quem cantava chorou
Ao ver o seu amigo partir

Mas quem ficou, no pensamento voou
Com seu canto que o outro lembrou
E quem voou, no pensamento ficou
Com a lembrança que o outro cantou

Amigo é coisa pra se guardar
No lado esquerdo do peito
Mesmo que o tempo e a distância digam: Não
Mesmo esquecendo a canção

O que importa é ouvir
A voz que vem do coração

Pois seja o que vier, Venha o que vier
Qualquer dia, amigo, eu volto a te encontrar
Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar

Com carinho aos meus amigos da minha terra natal Sete Lagoas

Cláudio Martins Nogueira.- Psicólogo clínico

  • No Comments
  • Maio 21, 2024
× Como posso te ajudar?