A coragem de ser imperfeito – Parte 01
By Cláudio

A coragem de ser imperfeito – Parte 01

Compartilhe

A coragem de ser imperfeito – Parte 01

Definição de vulnerabilidade

“Não é conhecer a vitória ou a derrota…É compreender a necessidade de ambas e se envolver e se entregar por inteiro na vida.”

“Não é fraqueza. É a certeza da incerteza, dos riscos e da exposição emocional que todos nós estamos expostos todos os dias: “

“NÃO É UMA ESCOLHA….É UM FATO!”

Perfeição: a negação da vulnerabilidade

Assim… A vontade de assumir riscos e de se comprometer com a nossa vulnerabilidade determina o alcance de nossa coragem e a clareza do nosso propósito.

Ao contrário disto… Ao tentarmos nos proteger desta vulnerabilidade, nós caímos no medo, no isolamento social em relação a nossa vida.

Desta forma, ao negar nossa vulnerabilidade e buscarmos uma perfeição que não existe para entrarmos na arena da vida, nós jamais entraremos.

Devemos ousar aparecer e deixar que nos vejam como somos…

Isso é VULNERABILIDADE…

…QUE É A CORAGEM DE SER IMPERFEITO

ELA VAI NOS LEVAR A UMA VIDA COM OUSADIA E REALIZAÇÕES

Meu comentário:

Nunca tinha pensado que o medo, a procrastinação, a crítica, a timidez, o julgamento, a vergonha, a dependência e  a codependência tem suas origens na dificuldade de aceitarmos nossas vulnerabilidades.

Para a autora, aceitar a vulnerabilidade é um ato de coragem de ser imperfeito. Somente através desta aceitação que conseguiremos viver de maneira plena e inteira.

Sobre este ponto de vista então, podemos concluir que as pessoas que conseguem construir uma vida que vale a pena ser vivida sem sombra de dúvidas são exatamente aqueles que possuem a humildade de assumir seus erros, suas falhas e suas fragilidades. São elas que fazem histórias. A negação da vulnerabilidade empurra a gente para o medo, para o orgulho e para a prepotência.

Talvez seja exatamente isto que Jesus Cristo quis dizer com esta afirmativa: “Somente os humildes herdarão o Reino dos Céus”. Reino dos Céus sendo entendido aqui neste contexto como uma vida ousada e plena de alegria, felicidade e realizações.

Eu, a muitos anos atrás sintetizei este livro nesta frase: “Temos que sermos fortes para reconhecermos as nossas fraquezas.”

Na dependência química e na codependência acontece a mesma coisa. Somente quando aceitamos a nossa vulnerabilidade que nos tornamos mais fortes para enfrentar os desafios que a vida nos apresenta.

Nas próximas edições desta revista, iremos refletir sobre estes temas, adaptando e sintetizando as ideias mais importantes deste best seller americano: “A coragem de ser Imperfeito” Não percam!

Adaptação de Cláudio Martins Nogueira – Psicólogo Clínico

Indicação de leitura: A CORAGEM DE SER IMPERFEITO – Brené Brown – Editora Sextante

  • No Comments
  • Abril 17, 2024
× Como posso te ajudar?