Como árvores
By Cláudio

Como árvores

Compartilhe

Como árvores

Quando o fogo passa na floresta

Todos correm…O homem corre…

Os pássaros voam para outro abrigo

E até o leão por mais forte, o dominador

E temido da floresta também corre.

A única que não corre é a árvore.

O fogo pergunta pra árvore:

– Árvore, todos correram e você não vai correr?

A árvore responde:

– Eu sou árvore plantada por Deus, você passará por mim.

Queimará meus frutos e folhas.

Mas…dentro de alguns meses eu volto a florescer.

Porque a minha raiz você não queimará.

Minhas folhas, galhos e frutos novamente aparecerão.

Pois a árvore que Deus planta ninguém arranca.

Deus te sustentará em toda sua vida nessa terra.

Venha o fogo que vier. Fique firme.

Pois você é uma árvore plantada por Deus.

Então não importa a situação que você esteja passando.

Suas raízes estão firmadas Naquele que tudo pode.

Autor desconhecido

Meu comentário:

Os orientais fazem uma analogia muito interessante em relação da nossa vida com a árvore. Nós seríamos os galhos desta árvore, os frutos são nossos filhos, o tronco são nossos pais e as raízes são nossos antepassados. O solo de onde vem os nutrientes da vida é Deus.

Assim, se queremos dar bons frutos, temos que estar conectados aos nossos pais e aos nossos antepassados pois, através deles que vem todos os nutrientes do solo (Deus) para gerarmos bons frutos. Um galho fora da árvore seca e morre.

No Amor Exigente, o primeiro princípio nos convida a pensar nas “Raízes Culturais” da nossa família e da nossa sociedade. Reconciliar com os valores morais e com os nossos pais e antepassados é fundamental para o nosso crescimento pessoal. Só assim teremos forças para resistir aos “incêndios” da vida e, de maneira exuberante, voltarmos mais fortes produzindo sombras, folhas e frutos.

Talvez seja este o motivo que Deus colocou na tábua dos dez mandamentos de Moisés este recado: “Honrarás seu pai e tua mãe” e, com um detalhe, não colocou exceções como: “exceto se eles forem usuários de drogas, violentos ou qualquer outra coisa”.

Perdoar os pais e os nossos antepassados é essencial para a gente sair da dependência química e da codependência. Entender que eles fizeram o melhor deles com os recursos que tinham na época é muito libertador para vivenciarmos o momento presente e olhar para um futuro promissor.

Pensem nisto meus caros (as) leitores (as).

  • No Comments
  • Abril 10, 2024
× Como posso te ajudar?