Para refletir: “Nossos” filhos como águias
By Cláudio

Para refletir: “Nossos” filhos como águias

Compartilhe

Para refletir: “Nossos” filhos como águias

“Os filhos são como as águias, ensinarás a voar, mas não voarão o teu voo.

Ensinarás a sonhar, mas não sonharão os teus sonhos.

Ensinarás a viver, mas não viverão a tua vida.

Mas, em cada voo, em cada sonho e em cada vida permanecerá para sempre a marca dos ensinamentos recebidos.”

– Madre Teresa de Calcutá

Meu comentário:

Madre Teresa de Calcutá nos traz esta reflexão profunda sobre como devemos olhar para “nossos” filhos:

  • Primeiro ponto: que devemos entender que eles não nos pertencem. Se assim fosse eles não adoeceriam, não faziam escolhas contrárias à nossa vontade e não iriam usar drogas.
  • Segundo ponto: eles possuem “asas” emocionais. Como águias, terão o desejo de dominar o espaço e voaram alto, longe dos olhares e cuidados dos pais;
  • Terceiro ponto: eles possuem o livre arbítrio deixado por Deus. Terão a liberdade de fazer suas escolhas e sofrerem suas consequências;
  • Quarto ponto: Nós não podemos viver a vida deles, não poderemos invadir suas mentes e seus pensamentos, não poderemos “carrega-los” no colo por toda a sua vida
  • Quinto ponto: Nós poderemos ensiná-los a viver, a sonhar, a voar com nossas atitudes e comportamentos. Com nossos valores e princípios culturais. Só assim estaremos vivos e presentes nos passos e nos voos dos nossos filhos
  • Sexto ponto: Nossos filhos são filhos de Deus. E só Ele será capaz de protege-los. Entregue seus filhos nos caminhos do Senhor e Ele tudo fará conforme seus desígnios. Isto se chama FÉ

Claudio Martins Nogueira – Psicólogo Clínico – Especialista em DQ

  • No Comments
  • Março 14, 2024
× Como posso te ajudar?