Desligamento
By Cláudio

Desligamento

Compartilhe

Reflexão para Hoje

Desligamento

Ao entrar em contato com os Passos tomei consciência dos meus sentimentos de ódio, culpa, frustração, raiva, depressão e rejeição. Sofria muito quando sentia que o adicto estava em crise e fora do meu controle. O programa sugeria tirar o foco do adicto e deixá-lo viver a sua própria vida. Eu devia parar de tentar ajudá-lo, protegê-lo, convencê-lo de que o uso das drogas era ruim e me concentrar na minha própria recuperação.

Pouco a pouco fui entendendo o que era o desligamento emocional. Ao vivenciar os três Primeiros Passos, os Lemas, os temas “Focalizando em mim mesmo” e “Modificando o que posso”, juntamente com a “Oração da Serenidade” comecei a ver que podia amar o adicto sem assumir as suas responsabilidades.

Assumi a minha impotência perante a droga e o dependente, aceitei a drogadicção como doença, entreguei minha vida e a do adicto ao Poder Superior, me convenci de que não podia modificar ninguém e parei de facilitar. Procurei manter a calma mesmo nos momentos de crise não me deixando contagiar pelas suas aflições e manipulações, mas estando sempre pronto a ajudá-lo quando oportuno.

Reflexão

O desligamento com amor me traz serenidade e crescimento. Hoje sinto compaixão e respeito pelo adicto, consigo separar a pessoa que amo da doença que detesto e permito que ele responda pelas consequências dos problemas que cria. Agora sei que tenho a opção de colocar o amor em primeiro lugar na minha vida.

“O desligamento com amor não é me preocupar menos, é me preocupar mais com a minha própria serenidade.”

…em todas as nossas atividades

Literatura dos Grupos Anônimos

  • No Comments
  • Janeiro 24, 2024
× Como posso te ajudar?