Independência ou morte
By Cláudio

Independência ou morte

Compartilhe

Independência ou morte

No dia sete de setembro comemoramos a independência do Brasil. Dom Pedro I cunhou esta famosa frase: “Independência ou morte”. Não podemos ser escravos de ninguém, muito menos de “ditadores” e autocratas. A democracia não é perfeita, mas é o único regime político capaz de resolver os grandes problemas da humanidade. Buscar a independência de outros países, de regimes totalitários e do poderio econômico é uma luta de todos que acreditam no Estado Democrático e do Direito.

Além do cunho político que sempre está atual, podemos fazer uma reflexão mais profunda sobre este tema. No campo da psicologia, a independência é um objetivo de todos os seres humanos e porque não dizer de todos os seres vivos. A busca pelo crescimento e autonomia é intrínseco à vida. Por isto, quando um dependente (químico ou não), não consegue este objetivo, ele prefere a morte na droga, na depressão e na ansiedade.

Por tudo isto, precisamos buscar a nossa independência emocional e financeira. No caso do dependente químico, buscar a sua sobriedade é fundamental. A busca desta liberdade nos convida também a libertar o outro.

O jornalcriartvida.com.br procura contribuir com este objetivo: Ajudar a todos os seus leitores alcançarem a sua independência para não ter que viver na morte emocional.

Abrace esta causa com a gente. Entre em contato e saiba como participar.

31 99206-2492 (zap)

  • No Comments
  • Outubro 9, 2023
× Como posso te ajudar?