Felicidade: um trabalho interior – parte IV
By Cláudio

Felicidade: um trabalho interior – parte IV

Compartilhe

Práticas para alcançar a felicidade

NÚMERO 03 – Precisamos satisfazer nossas necessidades de relaxamento, exercícios e nutrição:
“Somos estruturas únicas e magníficas compostas de três partes: corpo, mente e espírito.”
“Quando cuidamos do nosso corpo, estamos cuidando indiretamente da nossa mente e do nosso espírito”

A história da separação:
“No passado, filósofos e religiosos separavam a alma do nosso corpo. Não se considerava o indivíduo com estes três aspectos interligados: Corpo-mente- espírito. Nada acontece em um sem afetar os outros dois.”
Para alcançar a verdadeira felicidade é necessário cuidar destes três aspectos da vida humana.
Nesta prática o autor fala das necessidades do corpo: RELAXAMENTO, EXERCÍCIOS E NUTRIÇÃO.

Estresse:

O estresse pode nos levar a infelicidade. Tanto coisas positivas como negativas pode produzir estresse. As quatro fontes do estresse são:
a) Nosso meio ambiente – Pode afetar diretamente nosso estado emocional e físico gerando estresse;
b) Nosso corpo – alterações fisiológicas, doenças, acidentes, etc..
c) Nosso espírito – pessoas frágeis na espiritualidade podem sentir solidão m ansiedade, depressão, fobias e medos, insegurança;
d) Nossa mente – conforme percebemos o mundo pode gerar estresse;
“Assim como o corpo fica doente e nos leve ao estresse, também o espirito pode ficar em falta e nos levar ao vácuo cheio de tensão”
“Se o estresse se prolongar, estas condições físicas se tornam crônicas. Neste estado tudo aumenta de tamanho e o sofrimento é insuportável”

Mens sana in corpore sano
“Uma mente sã em um corpo são.” Segundo a ciência moderna o inverso também pode ser verdadeiro: “um corpo são em uma mente sã”. O estresse pode ser controlado através do cuidado com o seu corpo, afinal, ele reage a qualquer estímulo estressante.
“Quando o corpo se torna tenso, as funções da mente e do espírito diminuem o ritmo”

Relaxamento

“O primeiro passo para combater o estresse é relaxar. E o primeiro passo para relaxar é reconhecer os estímulos que nos tensionam.”
“Na primeira oportunidade, faça uma lista de pessoas, atividades e situações que podem de causar tensão”
“Órgão de choque: O primeiro órgão do nosso corpo que sente a tensão. Ele dá o alarme”
Estresse negativo – nos enfraquece
Estresse positivo – nos leva ao movimento, nos excita e nos energiza

Transformação dos estímulos estressantes
“Alguns fatores estressantes destrutivos podem se tornar construtivos”
Como fazer isto:
1º) Aprender a identificar nossos estímulos de tensão;
2º) Entender a complexidade de uma vida humana e que não somos capazes de compreender o outro e o por que que ele agiu desta determinada maneira
3º) Aprender com a experiência
4º) Perdoar o outro e a você mesmo
Relaxando através das técnicas
1º) – Reservar algum tempo durante o dia para algum hobby
2º) – Marcar um encontro com você mesmo
3º) – Encontre um confidente (ou terapeuta)
4º) – Faça um passeio pela natureza
5º) – Leia um livro
6º) – Escrita Terapêutica (diário)
7º) – Conte piadas
8º) – Pratique uma atividade física.
A fórmula tradicional da tensão é:
UMA MENTE HIPERATIVA NUM CORPO INATIVO

Baseado no livro: Felicidade: um trabalho interior – Autor: John Power
Editora Crescer

  • No Comments
  • Setembro 6, 2023
× Como posso te ajudar?