Posicionamentos frágeis, manipulações fortes
By Cláudio

Posicionamentos frágeis, manipulações fortes

Compartilhe

Quando ele quer, não tem jeito, tem que dar, senão ninguém aguenta, reclama a mãe, após a insistência perturbadora do filho de apenas cinco anos. Oras, se não aguentamos a pressão de uma criança de apenas cinco anos, não será aos quinze ou dezesseis que atingiremos esse objetivo.

Premiar comportamentos inadequados significa fortalece-los. A birra intensa, quando atinge o seu objetivo, será mais intensa ainda na próxima vez. O recuo após uma insistência perturbadora alimenta esse comportamento e nas ocasiões seguintes, ela será ainda mais perturbadora. Ceder após uma grande pressão significa transmitir uma mensagem não verbal de que basta pressionar que recuamos.

Quando somos fracos no posicionamento, os filhos se tornam fortes na manipulação. Quando não sabemos como agir, os filhos agem de acordo com os seus interesses. Quando perdemos o controle, quem controla são eles e assim, assistimos uma inversão de papeis, onde os filhos mandam e os pais obedecem.

É óbvio que é mais fácil permitir, deixar fazer, ceder. Com essa atitude não temos trabalho, não sofremos pressões e agradamos, porém, a função dos pais, mais do que agradar o tempo todo, é também a de educar e isso é mais trabalhoso, porém, necessário, pois se não o fizermos quem fará?

A educação das crianças não é uma atitude a ser protelada, mas urgente, pois, a cada dia perdido no controle da situação, multiplicam-se as dificuldades para o dia seguinte. Por isso, o Programa Amor-Exigente costuma alertar os pais: acordem, a cada dia a mais, temos menos tempo. Portanto, façamos já.

Celso Garrefa
Assoc. AE de Sertãozinho SP

  • No Comments
  • Agosto 3, 2023
× Como posso te ajudar?