Orientações para visitas à internos em clínicas e comunidades terapêuticas:
By Cláudio

Orientações para visitas à internos em clínicas e comunidades terapêuticas:

Compartilhe

1. Respeite as regras e horários pré-estabelecidos pela clínica.
2. Chegue antes do horário programado.
3. Utilize trajes respeitosos para evitar ciúmes e brincadeiras de mau gosto.
4. Não é dia de festa, é uma visita terapêutica.
5. Evite presentes e bajulação, leve somente o necessário para manutenção da higiene do paciente.
6. Fale menos e escute mais, diz o ditado que falar é prata e ouvir é ouro.
7. Não leve informações de fora para dentro da clínica, apenas diga que tudo está muito bem, que todos estão bem e que a vida aqui fora continua.
8. Evite brigas e lavar “roupa suja”, não é o momento, o momento é de foco no tratamento e busca por equilíbrio de ambas as partes.
9. Em hipótese alguma negocie uma data de validade do tratamento, ou seja, só receberá alta quando a equipe clínica falar sobre isso.
10. Evite assuntos relacionados ao uso de drogas, esse também não é o momento, somente escute se o paciente falar.
11. Não se deixe manipular.
12. Não caia em transferências de culpas e responsabilidades, ninguém é culpado e sim responsável por suas escolhas.
13. Em caso de desrespeito, palavrões e acusações suspenda imediatamente a visita. Procure a equipe terapêutica e vá embora.
14. Não faça promessas nem barganhas de algo que não vai cumprir, como disse, evite datas de validade, sejam quais forem.
15. Nunca volte atrás sobre suas decisões, isso gera perda de credibilidade.
16. Prepare-se, estude, se organize, mantenha-se calmo(a) e sereno(a), não suba o tom de voz, o tumulto, a discórdia não fazem mais parte de sua nova maneira de viver.
17. Se não estiver preparado não vá, procure evoluir para ir.
18. Não tenha medo, tenha Fé, utilize dessas ferramentas acima e seja você.
19. Você não pode mudar o outro, sendo assim, mude você.
20. Lembre-se, “nada muda se eu não mudar”.
21. A FEAE – Federação de Amor-Exigente – deseja a todos uma visita terapêutica!
________________________________________
Por Cassiano Bertoni, Coordenador de Sobriedade com Amor-Exigente do Grupo Morumbi.

  • No Comments
  • Abril 18, 2023
× Como posso te ajudar?