Drogas: prazer e prejuízo
By Cláudio

Drogas: prazer e prejuízo

Compartilhe

Toda vez que abordamos sobre o assunto drogas, não podemos menosprezar sua principal característica: elas proporcionam prazer e essa realidade é um dos fatores que dificulta a adesão do dependente ao tratamento.

Durante as fases de experimentação ou de uso esporádico, o prazer é dominante e os prejuízos, pequenos, porém, a busca contínua pela manutenção da sensação prazerosa faz com que o usuário busque quantidades cada vez maiores dessas substâncias e na mesma proporção com que ele aumenta o consumo, aumentam também os prejuízos decorrentes do uso.

A busca contínua pela manutenção do prazer domina de tal forma o dependente que ele, ao longo do tempo, vai perdendo o interesse pelos outros prazeres saudáveis que a vida oferece. Mesmo sofrendo os prejuízos pelo uso, muitos passam a viver única e exclusivamente na busca das sensações provocadas pelo consumo das drogas.

Quando o dependente dá uma pausa no consumo, poderá experimentar momentos de depressão e arrependimento profundo e nesse intervalo muitos chegam a jurar que nunca mais farão uso das drogas, no entanto, o corpo e a mente, acostumados ao prazer, logo gritam por elas e assim, ele vai revezando entre consumir, arrepender-se, consumir novamente, etc.

Quando ele compreender que esse prazer lhe custa caro demais e optar pela recuperação, confrontará com um vazio imenso que precisará ser preenchido. A dependência o afastou dos bons amigos, de hábitos saudáveis e, muitos deles, até mesmo da família e de Deus. Em geral, perderam o emprego e a confiança de todos. Reencontrar o caminho, a essa altura, não será fácil e ele vai precisar de ajuda.

A partir do momento em que ele, com humildade e sinceridade se propõe a viver em sobriedade, deverá considerar o fator “prazer” no conjunto de ações e estratégias para enfrentar o seu desafio. É importante que ele redescubra outros prazeres que sejam saudáveis, visando preencher o vazio que a ausência das drogas poderá proporcionar. Precisará descobrir meios capazes de dar um novo sentido a sua vida, caso contrário, o prazer proporcionado pelo uso das drogas poderá se tornar um prazer fatal.

Celso Garrefa – www.aesertaozinho.blogspot.com.br
Assoc. AE de Sertãozinho SP

  • No Comments
  • Dezembro 8, 2022
× Como posso te ajudar?