Crenças limitantes
By Cláudio

Crenças limitantes

Compartilhe

Basicamente, as crenças limitantes são opiniões e pensamentos que aceitamos como verdade. Por definição, toda crença é limitante, pois é uma ideia generalizada sobre algo, logo ela limita nossa percepção do mundo. Porém, quando essa ideia generalizada ajuda a pessoa a se organizar no mundo, ela é útil. A partir do momento em que essa ideia atrapalha a adaptação da pessoa, se torna problemática. E quando a pessoa percebe essa dificuldade e, mesmo assim, percebe dificuldade em mudar sua crença, ela se torna limitante.
Em outras palavras, crenças limitantes são crenças rígidas demais para sofrer atualizações úteis e necessárias ao longo da vida da pessoa, atrapalhando sua adaptação ao mundo. Como identificar crenças e crenças limitantes
As crenças possuem uma origem: adaptação à vida familiar, definem o mundo para nós e criam regras de comportamento e avaliação desse comportamento. É fundamental ter isso em mente para não se confundir com os discursos que a pessoa pode ter.

Identificamos a crença quando unimos todos esses pontos. Quando o pensamento e comportamento estão conectados à uma regra que os define, quando esta regra está ligada a uma definição mais ampla (de “eu” ou de “mundo”, por exemplo) e quando isto está conectado às experiências familiares que geram o contexto no qual a crença foi gerada.
Fonte: https://www.instagram.com/p/Cc8n_gXJ64x/
Gabriela Abdalla – Psicóloga clínica
Meu comentário:
As crenças saudáveis são aquelas que formam o nosso caráter, a nossa personalidade e nossos valores. Elas possuem “cláusulas pétreas” que não podem ser mudadas. Crenças como honestidade, liberdade, respeito, solidariedade, amizade e amor. Elas nos ajudam a viver no mundo.
As crenças limitantes são aquelas que distorcem a realidade e ocultam a nossa própria identidade. Normalmente, colocadas por terceiros que possuem uma vinculação afetiva com a gente, especialmente os nossos familiares. Desta maneira, passamos a acreditar que somos algo que não somos na essência, gerando assim uma crise existencial que pode culminar em sintomas emocionais e psíquicos. O autoconhecimento é fundamental para rompermos estas limitações psíquicas e descobrirmos os verdadeiros valores da nossa existência.
Cláudio Martins Nogueira – Psicólogo Clinico

  • No Comments
  • Novembro 11, 2022
× Como posso te ajudar?