Boa cerca, bons vizinhos
By Cláudio

Boa cerca, bons vizinhos

Compartilhe

Atendendo um paciente no meu consultório tive o privilégio de aprender mais um ditado popular: “Boa cerca, bons vizinhos”. De maneira objetiva, ele sintetiza o segredo da filosofia Amor Exigente. Estabelecer limites e fronteiras é fundamental para uma boa convivência entre as pessoas.
O codependente é aquele que, devido a sua carência afetiva, tem muita dificuldade de dizer não para os outros e muita facilidade de dizer não para si mesmo. O desespero inconsciente de agradar o outro para se sentir amado, ele vai abusando dele mesmo. Vai ao longo do tempo, se abandonando em todos os aspectos, seja físico, emocional, social, financeiro, mental, etc.
Da mesma maneira, o dependente químico, incapaz de dizer não para a turma e para as drogas, vai sendo consumido pelo uso abusivo da substancia e, como consequência, sua “cerca” é derrubada com frequência trazendo péssimos vizinhos.
No processo de tratamento, ambos precisam aprender a reconstruir suas cercas emocionais. Tomar consciência da “bagunça” que virou sua vida e tomar a decisão de buscar novas alternativas para uma convivência mais saudável e harmoniosa.
Na psicologia sistêmica, trabalhamos com o conceito de fronteiras. Existem pessoas que relacionam com os seus com fronteiras totalmente abertas, outras com fronteiras fechadas e por último, pessoas com fronteiras semiabertas.
Uma pessoa saudável psiquicamente é aquela que, além de construir boas cercas, constrói também porteiras, ou seja, a possibilidade de abrir ou fechar, dependendo das pessoas que querem nos fazer uma visita.
Colocar limites em nós, estabelecer fronteiras ou construir boas cercas com porteiras seletivas são várias maneiras de dizer a mesma coisa: O AUTO RESPEITO.
Posta estas considerações, vamos juntos construir boas cercas para termos ótimos vizinhos. Até a próxima!

Cláudio Martins Nogueira – Psicólogo Clínico – Especialista em DQ

  • No Comments
  • Setembro 28, 2022
× Como posso te ajudar?