Cortando as asas – parte 01
By Cláudio

Cortando as asas – parte 01

Compartilhe

Quando eu era criança e adolescente me lembro muito bem que de tempos em tempo, minha mãe me chamava para ajudar a pegar as galinhas no galinheiro para cortar suas asas.
Quando a gente ficava muito tempo sem fazer isto, era muito comum elas começarem a voar acima do muro e algumas mais ousadas chegavam a alcançar até mesmo o telhado e casas dos vizinhos.
Não sei bem o motivo, mas um dia desses ao atender uma paciente minha no consultório, esta cena veio a minha mente e eu a utilizei no contexto terapêutico. Os adolescentes filhos da minha paciente estavam precisando que alguém cortasse suas asas.
Esta foi uma nova maneira de falar dos limites e consequências. Se não cortarmos as asas dos nossos filhos, eles irão se perder pelo mundo. Para que isto seja feito de maneira assertiva é necessário que os pais aprendem a colocar limites neles mesmos. Estabelecendo até onde eles podem “voar”. Cortar suas “asas” primeiro é fundamental para resgatar a autoridade e a credibilidade. Só assim será possível pegar a “tesoura” para cortar as “asas” dos nossos filhos.
Fica aí mais uma dica para preparar seus filhos para a vida

Cláudio Martins Nogueira – Psicólogo Clínico.

  • No Comments
  • Junho 30, 2022
× Como posso te ajudar?