Minha filha, eu liberto você
By Cláudio

Minha filha, eu liberto você

Compartilhe

Minha filha, eu liberto você de ser uma boa menina …

Eu era uma “boa menina” e como mãe te liberto de ter que ser porque não é saudável.

Ser uma boa menina significa entregar parte do controle de sua vida aos outros;

Tentar agradar as pessoas que você mais ama, às custas de sua própria dor ou injustiça; “obedeça” aos outros, deixando de lado seus próprios desejos; não permita raiva.

Ser uma boa menina significa cair no papel de ser muito madura para a sua idade e perder parte da sua infância.  Significa buscar a perfeição e a excelência, uma armadilha do mundo adulto para cortar suas asas e dominar você.

Filha minha, ser boazinha significa (às vezes) e infelizmente adoecer.  Ficar doente para fugir da pressão de um mundo familiar e escolar que limita a criatividade, a liberdade e o jogo de experimentação da vida, que coloca numa gaiola os próprios desejos e algumas emoções sob o pretexto de que é para o teu próprio bem.

Fui uma boa menina que sobreviveu (hoje posso dizer que sou uma adulta desobediente e criativa).

Eu era uma boa menina que sabia estar acompanhada pelas pessoas certas.

Como mãe, eu a liberto de tudo isso.

Eu a liberto da chantagem emocional.

Eu a liberto de “se você (não) fizer isso, fico com raiva, estou indo embora ou não te amo”.

Eu te liberto de “porque eu disse” ou “porque eu sou seu pai / mãe”

Eu a liberto da necessidade de agir para agradar aos outros, incluindo a mim ou a seu pai.

Ame e permita-se ser amada, e acima de tudo nunca deixe de ser você mesma, mostre sua diferença sempre com amor e respeito … haverá quem não goste de você, e tudo bem, … Outros terão que aprender alguma coisa com ISSO. …

Você sempre vai me ter ao seu lado, pois a única coisa que quero e aspiro é que você seja feliz e totalmente livre.  Eu te amo!

A.D

Por @despertarodivino

  • No Comments
  • Abril 7, 2022
× Como posso te ajudar?