A língua é o “chicote” do corpo
By Cláudio

A língua é o “chicote” do corpo

Compartilhe

Com muita sabedoria este ditado nos chama a nossa atenção sobre os cuidados que devemos ter com a nossa fala. A língua e as pregas vocais são os responsáveis pela nossa linguagem verbal. Ouvi de uma paciente algo interessante que ela ouvia de sua avó: “A língua não tem osso, mas quebra osso”. Todos sabemos o desastre que é a fofoca e as mentiras. Nos tempos das fake News, a “língua” moderna tomou proporções globais, capaz de destruir pessoas, carreiras e histórias. Elas são capazes de produzirem guerras e interferirem nas eleições de um país.

A nível de relacionamentos humanos, a língua pode afastar pessoas, gerar conflitos e brigas, destruindo amizades, relacionamentos afetivos e famílias inteiras. No ambiente corporativo o “desastre” não é menor, podendo afetar diretamente no desempenho e no ambiente organizacional.

Outro aspecto importante deste ditado se encontra depois do verbo: “o chicote” do corpo. Chicote no sentido de bater também no próprio corpo. A própria pessoa que usa de maneira indevida o dom da linguagem vai ser machucada por ela. O fofoqueiro será vítima de sua fofoca. Como uma das consequências naturais deste fato é o isolamento social, a desconfiança de todas as pessoas mais próximas e até mesmo situações mais graves como brigas verbais e até mesmo físicas em decorrência disto.

Diante de tudo isto cabe a todos nós tomarmos muito cuidado com o que, quem e como estamos falando. A responsabilidade com o que estamos postando e compartilhando nas redes sociais é imprescindível nos dias de hoje, especialmente no ano eleitoral. Cuidado com a “língua” moderna das Fake News. De uma maneira ou de outra este “chicote” vai bater no seu corpo.

Cláudio Martins Nogueira – Psicólogo Clínico – Especialista em DQ

  • No Comments
  • Março 25, 2022
× Como posso te ajudar?