Cigarro: A droga que mais mata.
By Cláudio

Cigarro: A droga que mais mata.

Compartilhe

1. Definição:
O tabagismo é uma doença progressiva, crônica e fatal que consiste no uso abusivo da substância tabaco encontrado nos cigarros, charutos, cachimbos e em forma de pó (rapé).
2. Tabaco
É uma planta da família das Solanáceas. Possui o nome científico de Nicotiana Tabacum em homenagem a Jean Nicot, embaixador francês em Portugal no ano de 1580.
Nicot acreditava que o tabaco tinha poderes medicinais e incentivou seu cultivo e uso.

2.1 – Constituição Primária do Tabaco
A fumaça do cigarro tem aproximadamente 4.750 substâncias químicas nocivas ao organismo, sendo 400 consideradas tóxicas, ou seja, venenos e 80 cancerígenas.

A) Alcatrão
É a soma das partículas de materiais orgânicos submetidos à combustão. Portanto somente o cigarro aceso libera o alcatrão. O rapé e o fumo de mascar, ao serem utilizados não liberam esta substância.
O alcatrão é o responsável por vários canceres provocados pelo cigarro. Suas pequenas partículas obstruem os alvéolos pulmonares dificultando a respiração do fumante provocando doenças respiratórias (bronquites, asma, enfisema, etc…).
As indústrias, diante destes dados, procuraram reduzir o índice de concentração de alcatrão e desenvolveram um filtro de proteção ao fumante.
Infelizmente, é o alcatrão que dá “sabor” ao cigarro e provoca a satisfação do fumante. Assim, quem fuma cigarros com baixos teores, vai aumentar a quantidade de cigarros fumados por dia, aumentando os lucros dos fabricantes. A “tragada” será mais profunda com o objetivo de absorver mais alcatrão.
Nos cigarros brasileiros, existe cerca de 20 mg de alcatrão.

B) Monóxido de Carbono
Resultado da combustão da matéria, este gás é produzido devido à restrição de oxigênio dentro do cigarro.
O CO atinge os alvéolos pulmonares passando diretamente para a corrente sangüínea. Nela o CO passa a combinar com a hemoglobina para formar a chamada Carboxemoglobina (COH6).
A hemoglobina é a porção de sangue responsável pela troca de Dióxido de carbono (CO2) por oxigênio. Quando a hemoglobina está impregnada de CO (isto ocorre em até 250 vezes mais do que CO2) irá provocar uma carência de oxigênio em todas as células do organismo.
Removido mais lentamente do sangue, o CO vai provocar insuficiência no sistema cardíaco com dores no peito (angina), ataques cardíacos e cansaços freqüentes.

A) Nicotina
Encontrada somente nas folhas do tabaco. É uma droga estimulante do SNC. Ao estimular alguns nervos da coluna vertebral, ela provocará o relaxamento de vários músculos do corpo. Daí, a constatação pelos fumantes que o cigarro acalma.
A nicotina tem uma estrutura semelhante ao Neurotransmissor Acetilcolina (sensação de bem estar). O organismo possui uma capacidade de metabolizar a nicotina, eliminando-a em 20 minutos em média. Então, o fumante vai fumar outro cigarro em pouco espaço de tempo para manter o nível de nicotina no sangue. A nicotina possui outra característica, a de ser bem absorvida pelas mucosas nasais e bucais. Por este motivo o tabaco pode ser mascado (fumo, rolo) ou inalado (rapé).
A nicotina absorvida através da fumaça caminha para os alvéolos pulmonares, passando pela corrente sangüínea até atingir o cérebro. Este percurso não demora mais do que 7 segundos.
A nicotina é uma droga que desenvolve o processo de tolerância e dependência rápido, portanto, o período entre o consumo daquele cigarro “social” para aquele cigarro “hábito” é muito curto.
Estudos de vários centros de saúde do mundo comprovaram que a nicotina é uma droga mais forte do que a própria cocaína, podendo matar de overdose mais rápido se fosse ingerida via endovenosa.
No cigarro de tabaco, porém, o alcatrão e o CO (Monóxido de Carbono), são mais prejudiciais do que a própria nicotina.
Cláudio Martins Nogueira
Psicólogo Clínico

  • No Comments
  • Novembro 14, 2021
× Como posso te ajudar?