Um olhar no gato e outro no rato
By Cláudio

Um olhar no gato e outro no rato

Compartilhe

É do senso comum acreditar que, especialmente às mulheres, são capazes de fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo. Segundo a neurociência, o cérebro humano na verdade consegue focar em apenas uma coisa só num determinado instante. O que acontece é que as pessoas que sofrem de SPA (Síndrome do pensamento Acelerado) não conseguem perceber a rapidez da sua mente. Assim ela acredita que consegue fixar um olhar ao mesmo tempo no gato e no rato.
A ideia sintetizada neste ditado pode ser interpretada de duas maneiras diferentes e oposta. A primeira ele pode estar falando daquelas pessoas que anseia por tudo. Pessoas egoístas e avarentas que não abre mão de nada em busca da satisfação dos seus desejos. Elas querem as duas coisas contraditórias como o cão e o gato. Exemplo clássico disto são os dependentes químicos. Eles não querem abrir mão de nada. Sonham em conciliar a família, o trabalho, o esporte, a saúde e a paz e continuar usando drogas. Infelizmente, isto não é um sonho, é apenas uma fantasia que jamais será realizada.
Outra leitura que podemos fazer sobre este ditado é uma referência daquelas pessoas que anseiam por saber. Focada nos seus objetivos, ficam atentas a todas as oportunidades que a vida lhe oferece. Diferente da visão anterior, estas pessoas sabem o que querem e não medem esforços para alcançar seus objetivos.
Portanto, temos que tomar cuidado com a nossa postura diante deste ditado. Quem fica querendo tudo pode acabar perdendo tudo. É sabedoria definir um caminho a seguir e encontrar a melhor maneira de segui-lo. Muitas vezes, as pessoas que não abrem mão do gato acabam perdendo também o rato. Ele não vai conseguir correr atrás dos dois ao mesmo tempo.
Fica aí mais uma dica.

Cláudio Martins Nogueira – Psicólogo Clínico

  • No Comments
  • Novembro 7, 2021
× Como posso te ajudar?