Honestidade
By Cláudio

Honestidade

Compartilhe

O programa dos doze Passos do Nar-Anon fala em honestidade e mudanças de atitude. Vejo a honestidade como um conceito muito amplo que envolve a mim e aos outros, inclusive o adicto.

Até conhecer o Nar-Anon, eu não me interessava em me conhecer melhor. Achava egoísmo pensar em mim com tantos problemas à minha volta. Pensava que meu dever era apenas zelar pela família. Foi só com a programação que senti a importância de me conhecer, para poder efetuar mudanças de atitude. A honestidade foi essencial para eu me olhar, embora às vezes isso tenha sido um processo bastante doloroso.

Percebi também a necessidade de ser honesto com os outros, especialmente o adicto e fui reconhecendo o quanto manipulador e evasivo eu era. Tinha medo de conversar, de enfrentar um debate frente a frente e por isso lançava mão de mecanismos de fuga. Manipulação era o que eu mais usava para evitar discussões, proximidade e para não pôr em perigo a falsa segurança familiar.

Através do Quarto e do Décimo Passo tenho me conhecido melhor e conseguido manter o compromisso de ser honesto, entender a mim mesmo, ser meu amigo e assumir minhas próprias responsabilidades. Hoje consigo rever posições e mudar minha vida em aspectos importantes, com reflexos positivos em toda a família.

Reflexão

Com honestidade, sabedoria e aceitação, consigo serenidade, posso trilhar novos caminhos, ampliar horizontes e viver melhor.

“Quando somos honestos com uma outra pessoa, isso confirma que temos sido honestos conosco e com Deus”

Autor: Bill W. no livro “Na Opinião do Bill”

Meu comentário:

“Não é possível alcançar a sobriedade pautado na mentira”

Cláudio Martins Nogueira – Psicólogo Clínico

  • No Comments
  • Outubro 1, 2021
× Como posso te ajudar?