Amor Exigente e seu 5° princípio básico: A CULPA
By Cláudio

Amor Exigente e seu 5° princípio básico: A CULPA

Compartilhe

O Sentimento de culpa torna as pessoas indefesas e sem ação. Acusar alguém ou alguma coisa para se livrar da responsabilidade do que não está dando certo com você ou com os seus nada resolve. Sem sentimento de culpa, de auto piedade ou de raiva, estaremos livres para agir e deixar que os outros cresçam, arcando com as consequências (boas ou más) do próprio comportamento.
Apesar dos pais, na grande maioria, desejarem o melhor para os seus filhos, nem sempre estão bem orientados para desenvolver uma educação com amor, ao mesmo tempo exigente, ou seja, uma educação mais equilibrada.
Os pais não estão sabendo conduzir a educação dos filhos, e muitas vezes acham que dar tudo e protegê-los acima da conta é o que importa. Mas é preciso fazer com que os filhos criem responsabilidades. É preciso que os pais passem valores sociais.
Também vimos que na adolescência é o momento em que os filhos desligam-se dos pais, projetando-se para o mundo. E é, geralmente, nesse momento que os jovens, que não tiveram uma educação de “amor exigente” acabam por buscar nas drogas e no álcool diminuir tensões nervosas, levantar o ânimo, esquecer problemas, aumentar a confiança em si mesmo, simplesmente experimentar novas sensações, ou até para acompanhar ou ser “aceito” pelo grupo de “amigos”.
A importância de assumir responsabilidades pelas escolhas
Pais também são gente, cometem erros, os recursos são limitados, os pais e filhos não são iguais. Não permita que seu dependente faça as escolhas e vocês assumam toda a responsabilidade, todo o resultado das escolhas, culpando-se pelos maus resultados. A culpa é uma forma de manipulação do dependente.
Quando os filhos não confrontam com seus erros pelas escolhas feitas, imputam aos pais, aos amigos, à escola a culpa pelos seus desvios.
Tudo é aceito como justificativa para sua conduta. E quando os pais se culpam estão impedindo que seus filhos sofram as desvantagens provocadas por sua conduta, reforçando a conduta inadequada em vez de deixá-lo perceber a realidade.
Importância da identificação da origem do problema
Saber quais são as causas de nossas dificuldades não resolve o problema, mas nos ajuda, com certeza, a ter um melhor entendimento da situação, a não cometer os mesmos erros e a buscar acertar daqui por adiante.
Aliado à constatação do problema, precisamos, antes de tudo, mudar nossas atitudes, buscar uma ação que resolva o problema. Só assim daremos o passo para encontrarmos uma saída, uma solução.
Não adianta saber que estamos sentindo dor no pé provocada por uma pedra no sapato, se não tomarmos uma atitude de removermos a pedra, pois se não, o pé continuará doendo. E é assim que devemos agir, diante de qualquer problema.
Lembre-se quando tudo parece que deu errado, uma das características do ser humano é a plasticidade dos comportamentos. Ele sempre pode modificar suas atitudes através da compreensão do que aconteceu e do desejo de mudar.
(Cortesia: Fazenda Senhor Jesus – São Borja – RS )

  • No Comments
  • Outubro 1, 2021
× Como posso te ajudar?