Abandonando o Medo
By Cláudio

Abandonando o Medo

Compartilhe

Imagine-se nadando — boiando — calmamente num córrego manso. Tudo que tem a fazer é respirar, relaxar e fluir na corrente.

De repente, você se torna consciente da situação. Assustado, impressionado com “e se? ”, seu corpo se contrai. Você começa a debater-se, procurando desesperadamente algo para se agarrar.

Você entra em tamanho pânico que começa a afundar. Depois se lembra de que está se debatendo demais. Não precisa entrar em pânico. Tudo que precisa fazer é respirar, relaxar e seguir com a corrente. Você não afundará.

O pânico é nosso grande inimigo. Não precisamos ficar desesperados. Se problemas esmagadores aparecem em nossa vida, precisamos parar de debater-nos. Podemos manter-nos à tona d’água por um tempo, enquanto recuperamos nosso equilíbrio. Depois podemos voltar a boiar calmamente no córrego manso. É nosso córrego. É um córrego seguro. Nosso caminho foi planejado. Está tudo bem.

Hoje, relaxarei, respirarei e seguirei com a corrente.

A Linguagem da Liberdade – Por Melody Beattie

Comitê de Meditações_

MADA@Online SERENIDADE

  • No Comments
  • Julho 20, 2021
× Como posso te ajudar?