Rei bebê
By Cláudio

Rei bebê

Compartilhe

Costuma-se usar o termo “Rei Bebê” na dependência química para designar o alcoólico ou adicto que carrega consigo muitas características infantis, características essas que contribuem para manter a dependência, e se o usuário não tiver consciência dessas atitudes e comportamentos, isso pode interferir seriamente em sua recuperação.

A base da rendição na recuperação é o reconhecimento da impotência, mas a aceitação deve ser total, para que ocorra de fato uma mudança. Muitos reconhecem sua impotência, mas não a aceitam, pela necessidade e imaturidade em se manterem no controle de tudo.

É necessário identificar e renunciar os traços infantis para que a doença seja dominada, pois a compulsividade do Rei Bebê pode acelerar a doença ou conduzir a uma recaída.

O Rei Bebê tenta fazer com que todas as suas necessidades sejam aceitas, o egocentrismo é uma característica muito marcante nesse comportamento, pois existe a necessidade clara de que tudo seja feito conforme sua vontade, o “mundo tem que girar ao redor do usuário”.

Algumas características muito comuns na personalidade Rei Bebê:

– Apresentam dificuldades com figuras de autoridade;

– Buscam aprovação constante, tentando agir conforme o desejo do outro, e dessa forma, deixam de ter existência própria.

– Causam uma primeira boa impressão, são gentis, mas não conseguem se manter por muito tempo assim.

– Têm dificuldades para aceitarem que têm falhas e que podem errar.

– Dificilmente sentem-se satisfeitos.

– Frequentemente se sentem sós, mesmo estando com muitas pessoas ao seu redor.

– A culpa é sempre do outro, de tudo que acontece de ruim em sua vida.

– Tudo tem que ser conforme sua vontade, não aceita um NÃO.

– Potencializam todos os acontecimentos como sendo de vida ou de morte.

– Estão presos ao passado, e sentem muito medo do futuro, pois o futuro requer amadurecimento.

– Não conseguem fazer coisas novas, devido ao medo do insucesso e da rejeição.

– O Rei Bebê é obcecado por coisas materiais.

– Apresentam grande dificuldade para colocar em prática todos os seus projetos, pois costumam ter mania de grandiosidade.

– Acreditam que as regras são para os outros e não para eles.

– Escondem todos os seus sentimentos.

Frequentemente estão se comparando aos outros, com um grande sentimento de falta de valor próprio, e culpa, por isso se tornam tão egoístas e exigentes.

A imaturidade é um reduto para o Rei Bebê, que faz com que este acredite que sempre tem razão, os outros é que estão errados. O controle e o domínio são necessários para o Rei Bebê sentir-se bem.

São capazes de criarem situações de crises e confusões por não conseguirem suportar as coisas ocorrendo bem demais.

O Rei bebê tem a auto-estima diminuída, fazendo com que sua vida seja frustrante, não consegue perceber que o inimigo está dentro de si próprio, e o uso de drogas liberta suas frustrações, raivas, ressentimentos, medos e repressões.

Sendo assim, o Rei Bebê, não consegue imaginar sua vida sem a substância química, pois é esta que o alivia de toda a pressão imposta por ele mesmo.

  • No Comments
  • Julho 15, 2021
× Como posso te ajudar?