O lobo solitário e “alcateia humana”
By Cláudio

O lobo solitário e “alcateia humana”

Compartilhe

Observações feitas na natureza revelaram que quando um lobo é expulso de sua alcateia, ele acaba tendo que viver sozinho por muitos anos ou até mesmo pelo resto da sua vida. A partir do dia que tem que viver sozinho, o lobo entende então que a sua sobrevivência depende totalmente dele a partir daquele momento e assim ele começa a tomar todas as decisões sozinhas, não levando em consideração qualquer elemento externo.

O problema de um lobo solitário é que ele dificilmente terá uma vida próspera. O reino animal pode ser bastante cruel, e apesar do lobo ser um animal bastante ágil e agressivo quando preciso, a natureza está cheia de predadores maiores e mais fortes do que ele. Um lobo solitário não terá mais a proteção natural da sua alcateia, terá que conseguir comida sozinho e lidar com as adversidades do seu habitat as quais ele só conseguiria passar se tivesse a ajuda de outros lobos. O resultado é muitas vezes estar condenado a uma vida sofrida e até morrer mais cedo do que o normal.

O mais curioso é que um lobo é expulso de sua alcateia porque ele já tinha essa mentalidade solitária quando estava lá. Ele só é expulso quando realmente não consegue conviver com o grupo e já toma decisões que atrapalham o todo ou só visam o seu bem estar. Lobos que tem essa mentalidade agem com instintos egoístas, que prejudicam a evolução de todos do grupo e esse comportamento, se não combatido, coloca a alcateia toda em risco.

https://oseupablo.medium.com/a-mentalidade-do-lobo-solit%C3%A1rio

Meu comentário:

Infelizmente, na “alcateia humana”, muitos ao longo da vida vão se comportando como o lobo solitário. Pensando só em si não leva em consideração o coletivo. A gente vê isto acontecendo com o dependente químico, com muitos codependentes e demais pessoas com transtornos psíquicos e emocionais. Assim como o lobo solitário, não terá a proteção dos seus iguais e assim poderá ter uma vida triste e com final antecipado. Por estes motivos vale a pena lutar pela nossa sobriedade e pela nossa saúde mental, conseguindo assim uma melhor qualidade de vida.

Em vários aspectos, porém, o oposto também pode ser verdadeiro. A “alcateia humana” às vezes toma caminhos não muito saudáveis e que nós, como os lobos solitários, devemos seguir em outra direção. Exemplo clássico disto são o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e outras drogas. Precisamos ter muita personalidade para não acompanhar a manada. Ter coragem para seguir outro caminho. Certa vez li em algum lugar:

“É melhor caminhar sozinho na direção certa do que acompanhar a manada pela direção errada.”

Outro exemplo claro desta realidade são as eleições. Nem sempre o candidato que esta na frente das pesquisas é o melhor candidato. Mas, infelizmente, muitas pessoas acreditam que se ele esta na frente, deve ser o melhor e, seguindo a boiada, reforça o equívoco empurrando a cidade, o estado ou o país para o buraco.

Devemos ter a coragem de um lobo solitário, porém, sem jamais perder a sensibilidade de viver em comunidade.

Cláudio Martins Nogueira – Psicólogo Clínico

  • No Comments
  • Janeiro 26, 2021
× Como posso te ajudar?