“Comunidade Terapêutica Familiar”
By Cláudio

 “Comunidade Terapêutica Familiar”

Compartilhe

Sugestão para o estabelecimento de um pacto de respeito aos membros desta nova família:

1 – Drogas em hipótese alguma;

2 – Frequentar Grupos de Apoio (AE, AA, NA);

3 – Combinar horários de saída, entrada, almoço, jantar;

4 – Independentemente da idade, ser acompanhado/a nas idas e vindas das atividades pessoais: grupos de apoio, grupos de oração, escola, emprego e lazer;

5 – Encorajar a participação em eventos da família, como casamentos, aniversários etc.;

6 – Atividades sociais programadas:    Com quem? Quando? Como?

7 – Trabalhar no cuidado dos pertences e projetos pessoais;

8 – Colaborar com a organização e manutenção da casa, cumprindo obrigações de cooperação familiar: pequenos consertos, jardinagem, limpeza de quintal, cuidado com os animais ou mesmo atividades essenciais como cozinhar para todos;

9 – Caso receba ou tenha algum rendimento (poupança, pensão judicial etc.), participar das despesas da casa;

10 – Prestar contas do uso do dinheiro próprio, do uso do carro, da moto ou de outros bens particulares;

11 – Combinar as regras para o uso do carro da família e da chave da casa;

12 – Projetos de vida com planos realistas a curto, médio e longo prazo;

13 – Responsabilidade Social: Visitar e cuidar de parentes e/ou pessoas idosas de sua comunidade. Fazer algum trabalho voluntário, preferencialmente em companhia de um dos membros da família;

14.- Espiritualidade: Fortalecer sua comunhão com o Poder Superior, por meio de práticas religiosas;

15 – Para cada regra não cumprida, uma perda de privilégio por tempo determinado de acordo com a gravidade da infração. Não deve haver perdas definitivas.

Atenção: São apenas sugestões que devem ser trabalhadas caso a caso.

Lembrem-se também das consequências caso o pacto seja rompido!

______________

Por Dona Mara Menezes, Cofundadora do Amor-Exigente.

  • No Comments
  • Setembro 26, 2020
× Como posso te ajudar?