Superando o medo
By Cláudio

Superando o medo

Compartilhe

O medo da morte vem de uma sensação falsa de me tirar de mim mesmo. Nós somos está vida espiritual. Ninguém tira isto de nós. Não somos um corpo carnal. A psiquê é energia. As coisas materiais são passageiras. Nós sentimos algo espiritual. Tudo é espiritual. Todas as satisfações são espirituais. O sentido está na nossa vivência mesmo na nossa relação material.

Se eu me apego a algo material ou pessoa, eu fico com medo de perder. Se atrelo a experiência espiritual com coisas materiais, fico apegado a matéria e aí tenho medo de perder. A matéria é efêmera. Ela é um átomo em mutação constante. Não podemos nos apegar a nada material, nem mesmo as pessoas. Se associo meu eu a matéria, seu espírito vai envelhecendo junto com seu corpo. Está associação é equivocada, gerando insegurança e medo.

Nós não somos este corpo. Nós apegamos a um padrão de beleza e jovialidade que nos gera uma insegurança de ser quem somos. Isto tudo impede o ser de expressar livremente, gerando a insatisfação pessoal.

Se deslocamos nosso eu do corpo somos livres. Se ficamos preso a ele teremos medo de perde-lo.

A inquietação contínua sobre nossas dúvidas e elas nos empurra para o medo.

Cada cultura tem o seu protocolo. Assim nos associamos a este protocolo mesmo contrário ao nosso eu pessoal.

Os papéis estão sempre mudando. Precisamos nos adaptar a cada um deles. Não podemos nos apegar a estes papéis.

A nossa personalidade é uma bagagem ao longo da vida, mas somos eternos. As experiências de vida nos define e muitas vezes nos apegamos a isto e esquecemos do nosso eu interior que muitas vezes nos mostra algo muito mais profundo.

Ego – associações que fazemos neste contexto social. Desconhecemos o restante de nós mesmo que é nossa essência divina.

Temos que buscar as ferramentas para buscar está essência. O medo é filho da falta de conhecimento e poder. Sem eles ficamos com medo.

Assim se conhecemos e vivenciamos a sabedoria o medo vai embora.

Toda vez que temos medo nós damos poder para o opressor.

Ser assertivo o outro se inibe. A agressividade é uma reação do medo. A submissão também.

As pessoas tem medo da assertividade. Do seu posicionamento.

Assim vc se identifica com poder. É muito mais fácil fazer algo para ficar livre da situação.

Vc se identifica tanto com o outro que vc não consegue reagir. O trabalho da espiritualidade tem que ser continuo de conectividade com este filho de Deus, saudável perfeito e maravilhoso.

Preciso refazer está prática diariamente para reforçar minha espiritualidade, afinal, o mundo o tempo inteiro me empurra para baixo.

A mudança não acontece só com o conhecimento. Ele tem que evoluir para a sabedoria que é a vivência do saber.

Se vc sabe vc faz. Se não, não faz.

Achar que sabe não adianta. Saber não é  ser perfeito. A gente leva um tempo para evoluir. Errar não tem problema, o problema é ficar errando.

Se eu sei  e continuo errando, eu não estou praticando a sabedoria. Eu evoluo quando aprendo com meu erro.

Ter a minha atenção na experiência e dedicar mais do meu tempo para perceber a CS Divina, assim eu estou dando poder ao meu eu. Se eu  vivo no mundo material o meu ego é soberano. Aí o medo toma conta.

Preciso dar poder para o meu  verdadeiro eu através da meditação.

Viver o mundo material é como o morcego de cabeça para baixo.

Se eu mudar a posição tudo  vai ficar invertido. Isto vai redefinir a minha  relação com o mundo. Eu vou compartilhar a minha evolução espiritual com meus familiares. Mudanças pressupõe mudanças. De repente eu vou ficar mais sereno e os outros vão ter que se adaptar a este novo eu. Isto demora um tempo.

A vida acontece no presente. O trauma é um apego ao medo do passado. Entender e conhecer a causa é ir além daquela cena. O ser vai além da dimensão física. Se evoluímos espiritualmente, as experiências traumáticas vão diminuindo a sua importância. A nossa vida é um teatro onde eu tenho a oportunidade de manifestar meu ser espiritual.

Conectar com essa essência é a melhor saída.

Assim eu vou fazer a minha superação.

Qto tempo eu dedico a cultivar meu eu verdadeiro. Qualquer coisa demanda esforço. Tenho que livrar-me da idéia de acender uma vela pro santo e ele vai me salvar.

O esforço vai desenvolver a habilidade da coragem.

A casa é um complemento de uma atividade. Tem que desenvolver num ambiente próprio. Exemplo do violão.

Dedicar na meditação para evoluir espiritualmente. Só assim será possível eu evoluir. Ir para comunidade para crescer.

O mundo só vai melhorar se a gente melhorar.

A família só vai melhorar se a gente melhorar.

Tsunami. Ninguém ouviu.

Não dá mais pra gente ficar esperando

Aonde tem medo tem ego.

A alma está frágil qdo sentimos medo.

O medo nos mostra onde precisamos colocar luz.

Raiva e violência são níveis baixos de evolução espiritual

Duas mãos  não batem palmas sozinhas.

A frustração está relacionado ao ego. Precisamos fazer apenas. A expectativa destrói a intenção. O sucesso verdadeiro vem da ideia de ser instrumento da luz superior.

Autor desconhecido

  • No Comments
  • Setembro 14, 2020
× Como posso te ajudar?