Transformações e Metamorfoses
By Cláudio

Transformações e Metamorfoses

Compartilhe

Muitas vezes, aquele que nos tornamos choca-se diretamente com aquele que um dia fomos. O que era familiar agora não o é mais. Nem nos outros, nem nos espaços e nem em nós mesmos.

Ao questionarmos quem éramos, parece um passado distante. Os significados mudaram. Os sentidos também. Mas superar esses antigos significados e dar novos sentidos são trabalhosos, para quem ainda não chegou lá. Viver ou estar no hiato de significados da vida e de si mesmo pode e geralmente é angustiante. Contudo, não há como seguir em frente na transformação do eu sem passar por esse processo interno que deságua, sem dúvida, no mundo externo, em nossos afetos e desafetos (que também vão mudando). Em nossa relação mais íntima com a gente mesmo. Com o eu que éramos e com o eu que nos tornamos.

Tudo bem. Na condição humana somos assim mesmo. Seres sempre em busca. Muitas vezes na busca do que nos falta ou pela cegueira do que já temos e não damos valor e importância.

Rever-se, revisitar-se.

Refletir. Meditar. Aprofundar.

Decidir. Transformar-se.

Na própria reflexão, e decisão, está já a transformação.

E mesmo que esteja no mesmo lugar, ele não é mais o mesmo. Não somos mais os mesmos. Cabe a nós lidar com essas novas configurações, novas transformações. Nos outros e em nós mesmos.

Dos outros e de nós mesmos. Porque o outro também muda. Quem se apega ao que o outro um dia foi somos nós. Ele já pode ter seguido em frente. Cabe a nós seguirmos também. Nos nossos processos e dinâmicas e transformações e ressignificações.

https://www.facebook.com/frianopsicologia/

  • No Comments
  • Julho 13, 2020
× Como posso te ajudar?