“A bacia das almas”
By Cláudio

“A bacia das almas”

Compartilhe

Em busca de ambiente mais cooperativo e saudável no seio da família, presenciamos ideias muito interessantes para estimular as crianças, adolescentes e jovens a se responsabilizarem mais com o seu papel na organização social do ambiente familiar.
Dentre elas, sem sombra de dúvida, uma das mais interessantes é aquela que eu chamei de “a bacia das almas” fazendo menção desta frase tão comum no sentido comercial, ou seja, no final da feira com um preço mínimo e como o último recurso de venda. Trazendo esta ideia para a complexidade humana, poderíamos dizer que a “bacia das almas” é o último recurso que a família pode utilizar para conseguir a adesão dos membros da família em colaborar com o bom andamento da casa.
A ideia é, após a definição das tarefas por todos os membros, se alguém não lavar as louças de sua responsabilidade, as mesmas devem ser juntadas e colocadas numa bacia em cima da cama do encarregado de lavá-las. O efeito psicológico desta medida é muito interessante. A pessoa a princípio toma maior susto e logo em seguida ela percebe que realmente não está fazendo a sua parte no contrato definido entre seus membros.
A “bacia das almas” é uma boa dica de uma consequência para que alcance o limite da cooperação, limite tão importante não só para o processo de recuperação da dependência química, mas também para toda a vida.
Fica aí a dica para os pais. Boa sorte na medida

Cláudio Martins Nogueira – Psicólogo Clínico

  • No Comments
  • Abril 2, 2020
× Como posso te ajudar?