O limite do tratamento
By Cláudio

O limite do tratamento

Compartilhe

 

No texto os 10 mandamentos da família funcional publicado na edição do mês de abril/19 que você pode conferir no nosso site www.jornalcriartvida.com.br, refletimos sobre alguns limites que precisam ser estabelecidos para reorganizar a família que esta sendo destruída pelas drogas ou mesmo por algum desvio de comportamento. O primeiro deles foi O TRATAMENTO. Nesta edição vamos escrever sobre a importância dos limites do tratamento. Dentre vários podemos destacar:

  • – Sem tratamento não existe a possibilidade de uma melhora nas relações familiares. Acreditar nisto é ilusão. Promessas vazias e queixas frequentes tendem a agravar a situação. Precisamos entender que a dependência química e a codependência são doenças progressivas, incuráveis e fatais, porém passíveis de tratamento;
  • – O limite do tratamento restabelece a autoridade dos pais ou responsáveis, submetendo aos filhos e aos demais dependentes à condição de subordinados, organizando assim a hierarquia familiar. Um lar sem comando se desorganiza e não consegue criar um ambiente de segurança para o desenvolvimento das crianças, adolescentes e porque não dizer dos adultos envolvidos;
  • – No tratamento, o dependente e codependentes terão a oportunidade de ampliar suas visões sobre os seus problemas e encontram um ambiente propício para resignificar suas experiências, moldando assim seus comportamentos e suas relações afetivas;
  • – No tratamento nos grupos de apoio, a família e o dependente tem a oportunidade de conhecer outras pessoas que vivem a mesma situação, em momentos diferentes da doença e com o tempo descobre a alegria de ser ajudado e de ajudar, além de perderem a vergonha e a culpa das suas fragilidades;
  • No tratamento individual através da psicoterapia especializada, o sujeito terá a oportunidade de revisitar seu passado e trazer à luz do presente suas razões para suas dificuldades momentâneas tendo como consequência a compreensão de si mesmo e a possibilidade de construir uma relação mais saudável consigo mesmo e com o mundo;

Motivos não faltam para você iniciar seu tratamento. A recusa dele é motivo de iniciar um rompimento desta relação, tema para o próximo mês: “AS CONSEQUENCIAS DA RECUSA DO TRATAMENTO”. Não percam!

  • No Comments
  • Julho 20, 2019
× Como posso te ajudar?