O crocodilo e a verdade
By Cláudio

O crocodilo e a verdade

Compartilhe

Um crocodilo enorme, monstruoso, devorava todos os viajantes que tentassem atravessar o rio. Desde seu nascimento, o destino havia colocando-o naquele lugar, bem próximo à margem e ele cumpria com afinco seu trabalho de verdadeiro crocodilo.

No entanto, ele escutava dizer de sua má reputação, sabia o que pensavam dele naquela região. Os pássaros e os peixes contavam-lhe tudo quanto diziam dele. Em particular, dizia-se que ele “não conhecia a verdade”.

Essas histórias faziam-no sofrer e trouxeram-lhe problemas. Ele enfiou-se no fundo do rio e começou a refletir longamente.

Um dia, uma mulher muito bonita avançou sobre a margem para atravessar o rio. De um salto, o monstro saiu do fundo e lançou-se sobre a mulher com a boca aberta. A viajante ficou imobilizada de pavor.

– Você conhece a verdade? – Perguntou o crocodilo.

– Sim, respondeu ela.

– Pois muito bem, se você disser o que é a verdade eu não te devoro.

A mulher respondeu sem sequer pensar:

– A verdade é que você vai me devorar.

Então, o crocodilo revirou os olhos e, por um curto instante, abriu a sua cabeça chata. Porque é certo que quando se escuta a verdade de um só golpe, fica-se por um momento desorientado, a boca aberta, os olhos arregalados.

Quando o crocodilo recuperou-se do susto, a mulher já estava do outro lado do rio.

  • No Comments
  • Maio 14, 2018
× Como posso te ajudar?