O Código da Inteligência: A “Gestão do Eu”
By Cláudio

O Código da Inteligência: A “Gestão do Eu”

Compartilhe

1ª) – Ter consciência da existência deste “Eu”: O primeiro passo é se apropriar da ideia de que você não precisa ser refém de suas crenças e das suas emoções. É possível para todo sujeito à retomada e o controle da sua vida.
2ª) – Treinar o “Eu” para administrar os pensamentos e emoções: Tudo na vida é treinamento. Albert Einstein já dizia que “um gênio se faz com 1% de inspiração e 99% de transpiração”, ou seja, é o esforço e a dedicação que forma um grande gênio. Treinar o “Eu” significa sempre ficar na observação dos seus pensamentos e emoções.
3ª) – Ter consciência de que a qualidade e a quantidade de pensamentos pode comprometer a saúde psíquica: Neste passo é possível avaliar não só o conteúdo dos pensamentos, mas também o volume, o excesso e a repetição dos pensamentos. Isto é importante para o equilíbrio emocional e a manutenção da racionalidade.
4ª) – A SPA ( Síndrome do Pensamento Acelerado) pode comprometer a Gestão do “Eu”: Segundo Cury, esta síndrome é a principal causa de vários transtornos psíquicos como a ansiedade, a depressão, o déficit de atenção e a hiperatividade. O SPA pode levar o sujeito a uma incapacidade intelectual e ao descontrole emocional a ponto de provocar um adoecimento psíquico de difícil tratamento e controle.
5ª) – Dar um choque de gestão na psique com a ARTE DA DÚVIDA, em relação aos nossos pensamentos e crenças: A arte da dúvida vai proporcionar um momento profundo de reflexão sobre os próprios pensamentos e sentimentos. Ela vai jogar um “balde” de razão na “chama” da emoção descontrolada.
6ª) – Dar um choque com a ARTE DA CRÍTICA para reciclar toda ideia pessimista: A arte da crítica simplesmente desmonta tabus, crenças e pensamentos obsessivos de anos.
7ª) – Dar um choque de gestão para desacelerar os pensamentos: com a dúvida e a crítica conseguimos desacelerar os sintomas do SPA, restabelecendo o controle dos pensamentos e das emoções.
8ª) – Produzir janelas paralelas na memória usando a “MESA REDONDA DO EU”: Consiste numa técnica psicodinâmica, histórica, filosófica e existencial. Como não conseguimos deletar as janelas Kirller, nossa saída é construir janelas Light, ou seja, mais positivas.
9ª) – Reeditar o “filme” inconsciente: Somente assim será possível construir bases mais sólidas e mais saudáveis evitando assim sofrer com as influencias negativas deste conteúdo inconsciente. Além disto, temos que cuidar do que experienciamos no momento presente.
10ª) – Filtrar estímulos estressantes: Reeditado o “filme” inconsciente, faz-se necessário tomar cuidado com os “lixos psíquicos” do presente. A pergunta “vale a pena ver, ouvir e falar sobre isto?” deve estar sempre na nossa mente. Desta maneira seremos capazes de filtrar aquilo que nosso inconsciente esta gravando.
Enfim, estes dez passos podem nos trazer a alegria, a saúde física e psíquica, a prosperidade e uma boa convivência consigo mesmo e com o próximo. Vale a pena tentar.

  • No Comments
  • Dezembro 22, 2017
× Como posso te ajudar?