Futebol: o esporte do povo
By Cláudio

Futebol: o esporte do povo

Compartilhe

Futebol: o esporte do povo

O futebol, além de ser um dos esportes mais antigos do mundo, é o mais popular. Aqui vamos abordar os aspectos educativos, sociais e psicológicos deste esporte. Vários pontos merecem ser considerados:

  • – Por ser um esporte coletivo, que envolve vários atletas, dirigentes e comissão técnica, ele trabalha a importância da motivação, do sentimento de equipe, de companheirismo, de solidariedade e de amizade. A união das partes cria um clima de confiança mútua, fazendo com que o grupo seja muito mais forte do que os talentos individuais. Nenhum esporte produz com tanta profundidade este espírito de coletividade, de pertencimento de um grupo de iguais. Este fenômeno transcende aos limites do clube institucional, alcançando milhões de pessoas vestindo e torcendo pelo sucesso do “seu” time;
  • – Todo esporte possui o sentido da competição, do ganhar e perder. No futebol, porém, a sensação de vitória ou derrota é absorvida como algo pessoal. Afinal, foi meu time… Desta maneira o envolvimento das pessoas é tamanho que o futebol nos ensina a lidar com as nossas vitórias e perdas que ocorrem ao longo da vida;
  • – O magnetismo do futebol seduz nossas crianças e jovens a uma atividade física saudável, essencial para sua saúde em todos os aspectos (físico, emocional e social), tirando assim nossa juventude do sedentarismo e dos jogos eletrônicos;
  • – O futebol desenvolve a coordenação motora, os músculos, a capacidade respiratória e cardíaca, a criatividade, a inteligência, os reflexos, a disciplina, a socialização, o talento, a concentração, melhora o sono, o desempenho escolar, provoca o emagrecimento e estimula o crescimento no caso das crianças e adolescentes;
  • – A pessoa que pratica este esporte desenvolve uma maior capacidade de lidar com frustrações e aprende também a conviver com o sucesso.
  • – Apenas duas coisas pesam negativamente contra o futebol. Por ser um esporte de muito contato físico, os riscos de ocorrer lesões é enorme. Outro fator negativo é o risco de criar um fanatismo por um determinado clube. Alguns casos podem provocar brigas e até mesmo agressões físicas entre os envolvidos.

Enfim, os benefícios compensam os riscos. Cuidados como fazer musculação, ter uma boa alimentação, conhecer seus limites físicos, ter um acompanhamento médico, de um fisioterapeuta podem amenizar estes riscos. Vale a pena começar a curtir o esporte do povo e se preparar para o momento sublime do grito de “gol”.

  • No Comments
  • Junho 15, 2017
× Como posso te ajudar?